Olá Leitores! Hoje venho com um post super especial, como o nome diz, entrevistei a super nova escritora Bianca Ferraz Bitencourt. A Bianca é autora do livro O suave gume da infinitude e dona da page. Vamos lá?

1-Quem é Bianca Ferraz Bitencourt?
Bianca Ferraz Bitencourt é uma jovem sonhadora, natural de Guaratinguetá, interior de São Paulo e que, aos 17 anos, foi morar em Campinas, para estudar na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas). Apaixonada por literatura e por novas experiências, adora cinema, livros, chocolate e não dispensa um bom desafio, seja ele um problema lógico, matemático ou uma superação de outra natureza.

2-Quando e por que começou a escrever?
Comecei a escrever muito cedo, acho que nem lembro exatamente quando. Sei que, aos nove anos de idade, já tinha centenas de poesias escritas e que muitos me classificaram como um talento natural para a escrita, mesmo tão nova. Acho que o motivo é também um pouco obscuro. Apesar de ser muito nova, creio que desde criança tenho a necessidade de extravasar de maneira artística, chorar durante uma noite toda não cura minha angústia, por exemplo, mas escrever sobre isso é uma grande terapia e desde cedo me vejo envolvida em questões complicadas e conflituosas que exigem muita reflexão e cuidado. Acho que foi para resolver os meus dilemas interiores que me permiti essa expressão através da literatura.

3-De onde surgiu a ideia do livro?
Bom, o livro surgiu espontaneamente... Após muitos poemas escritos, pessoas próximas começaram a manisfestar a vontade de vê-lo publicado, então comecei a pensar em como tornar isso algo palpável, pois não tinha condições de arcar com os custos de uma publicação tradicional. E, de alguma forma, sentia que um ciclo tinha se fechado na minha escrita, como se uma fase de minha vida tivesse se encerrado. Transformar esse momento em livro me pareceu uma boa maneira de documentá-lo.

4-Por que este título?
O título "O suave gume da infinitude" é sempre motivo de perguntas. Foi assim em todas as entrevistas que dei desde a publicação da obra. Embora pareça algo bastante abstrato, é algo relativamente simples: como disse anteriormente, a escrita foi uma ferramente que me possibilitou resolver meus dilemas internos e é justamente sobre isso que o título do meu livro fala. A "infinitude" representa a inúmera gama de caminhos e opções que podemos escolher a cada momento e o "suave gume" diz respeito à decisão de por qual caminho andar, que é, muitas vezes, dolorosa, embora seja também um momento de descanso após o estresse de decidir algo. É, no limite, uma referência à questão do sujeito, em seu nível mais puro.

5-Quanto tempo em média você levou para escrever “O suave gume da infinitude”?
Meu processo de escrita é bastante irregular, isto é, não sou nada disciplinada, (risos). Assim, alguns poemas de "O suave gume da infinitude" datam de 2010, por exemplo, e outros datam de junho de 2013, poucos meses antes do lançamento do livro.

6-O que você faz além de escrever?
Sou estudante de bacharelado em Estudos Literários, pela Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), então leio muito, MUITO mesmo. Atualmente, estou desenvolvendo meu projeto de pesquisa, que será também minha monografia. O tema é o romance Bom-Crioulo, de Adolfo Caminha, e que é considerado por Antônio Cândido o primeiro romance brasileiro de temática homossexual.

7-Você encontrou alguma dificuldade para publicar seu livro?
Como escrevo desde criança, ouvi muitos editores dizendo que não conseguiria êxito em publicar poesias, pois é um segmento que não dá dinheiro... Ouvir isso dá um sentimento ruim, de desesperança, mas passou rápido, pois várias editoras mandaram pareceres positivos em relação ao meu livro, o que me deixou muito feliz e possibilitou que a publicação ocorresse de maneira bem rápida.

8-Qual sua expectativa em relação ao livro?
Estou muito feliz com o retorno que estou recebendo! Adoro receber críticas, opiniões, resenhas e todo o resto. Então, acho que o saldo já é positivo, apesar de ser um livro recente no mercado editorial. Espero que consiga fazer com que mais pessoas leiam e amem poesia e que, em breve, possa publicar outros livros! 

9-Para você, qual é a importância dos blogs na divulgação de livros?
Atualmente, a internet é uma ferramente essencial para todos os segmentos da nossa vida e os blogs têm uma importância enorme, principalmente para escritores no começo de carreira. Acho muito legal quando administradores de blog vem falar comigo sobre meu livro, demonstram interesse e curiosidade. Além de divulgar nosso trabalho, é uma delícia acompanhar as páginas, ler as resenhas, trocar ideias...

10-Para finalizar, qual é a mensagem que você gostaria de passar aos leitores do Florescer&Crescer?
Em primeiro lugar, nunca desistam dos seus sonhos, por mais que pareça difícil (ou impossível). E, ah, leiam o meu livro! "O suave gume da infinitude" está disponível para venda no site da Editora Multifoco, no site da Livraria Cultura ou pode ser adquirido diretamente comigo e eu envio pelo correio, autografado. Caso alguém se interesse, basta mandar uma mensagem na minha página do Facebook (https://www.facebook.com/BiancaFerrazBitencourt) e eu terei o maior prazer em responder a todos!
Obrigado Bianca pela atenção e por responder todas as perguntas, desejo muito sucesso a você, pois você merece. Adorei falar com você e conhecer um pouco mais do livro. E vocês o que acharam da entrevista? Não deixem de comentar.




Deixe um comentário

♥ Se for comentar evite "copia e cola" e comentários sem sentido, eles serão ignorados.
♥Reflita: Se você não se interessa em comentar algo que condiz com o conteúdo escrito, como posso me interessar em conhecer o seu?

Obrigada pela compreensão e pela visita.
Beijos, A equipe.